segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Começa a Brilhar | Ana Paula Valadão Bessa | Álbum Imersão

Eu ainda me lembro quando você deixou de acreditar
Eu ainda me lembro quando você deixou de sonhar
Eu ainda me lembro do dia, da porta e do lugar.

Mentiras, mentiras, mentiras, mentiras!
Te fizeram duvidar.

Sofismas, sofismas, sofismas, sofismas!
Te fizeram murchar.

Eu chamo outra vez o brilho dos teus olhos.
Eu chamo outra vez o brilho os sonhos, os sonhos...
Os sonhos começam a voltar.

Pode sentir o borbulhar?
Pode sentir o borbulhar do meu espírito dentro de você?

Não, eu não iria deixar!
Minha amada secar. Minha Vinha, minha plantação.
Eu mesmo coloquei dentro de você dons.
Um chamado eu soprei dentro de você.

Vem, vem, vem vem!

Começa a brilhar.
Começa a brilhar outra vez.

Vem para fora!
Outra vez. Vem! Resplandece!
Vem, vem vem!
Começa a Brilhar,
Começa a brilhar outra vez.

Das profundezas eu te chamo, vem, vem, vem, vem, vem!

Começa a brilhar,
Começa a brilhar outra vez!

Vem, vem para mim!
Vem para os braços, vem!