quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

A noite de Natal

Eu não era um dos maiores entusiastas do Natal. Lembro de um deles, em que sentamos em uma mesa de bar, (minha mãe e  irmãos) enquanto meu pai bebia. Ter uma roupa nova era artigo de luxo e no nosso natal nem tinha peru. Era frango mesmo. Cozido.

Mas certo dia participei de um natal em um abrigo de crianças e isso mudou a minha vida. Eles não tinham pais e nem presentes, mas estávamos todos ali prontos para dar nosso melhor. Nos 24 dias que antecederam a festa, reuníamos as crianças debaixo da árvore e dávamos um chocolate para cada uma delas. Isto acontecia todas as manhãs, após o café.

Na grande noite, debaixo da mesma árvore, usamos uma ovelha de pelúcia para contar a história de Jesus para as crianças. No final teve um banquete iluminado pelos pisca-piscas. Nunca vou esquecer daqueles olhinhos brilhando ouvindo a história e ganhando presentes.

O Natal fala mais que Papai Noel, Presentes, Religião... O Natal fala a respeito da esperança que pode ser renovada dentro de corações puros. Que o ano que chega pode trazer novas oportunidades.

Natal é amar o outro e se doar em favor daquele que necessita.

Este é o meu Natal.

Boas Festas!

sábado, 5 de dezembro de 2015

Mochileiro viajante

Viajo entre mundos para cumprir missões que desafiam as leis do universo.

Muitas dessas viagens eu faço sozinho, pois meus amigos não acompanham o meu ritmo.

Existem tantos universos a serem explorados na Terra e as pessoas (muitas delas) se contentam a conhecer apenas parte disso.

Eu prefiro viver muitas paixões - a maior parte delas platônicas - e tentar usufruir ao máximo disso tudo.

Um dia eu disse para uma alemã que era uma pessoa intensa e aí está o segredo da vida: se jogue!

Leve o básico e viva!

Esta vida que se decide viver não é tranquila; existem muitas renúncias a serem feitas por se ser assim.

As pessoas deste planeta simplesmente gostam de sofrer e para justificar sua incoerência discursam que são os opostos que se atraem.

Se ligo para alguém e me ofereço para estar com ela, é o não que ouço de resposta.

Se não lhe dou a mínima atenção, é por mim que procuram, mas, se por um momento eu lhes retribuo a atenção, fogem de mim como uma gazela foge do caçador.

E nessas inconstâncias de amores, eu viajo. Prefiro dar um tempo em outro mundo enquanto esse se normaliza.

A minha inconstância é o combustível, o transporte.

Sou um mochileiro viajante e posso estar no seu mundo agora.

Abra a sua porta.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O tempo

Estou sem tempo de assistir o meu reality show favorito. Sempre que chego em casa, o programa está na metade. Ontem o meu irmão me chamou para jantar e eu perdi o programa todo. Fui dormir muito triste.

Isso me leva a querer falar sobre o tempo que gastamos nas coisas. A Bíblia fala que temos o tempo necessário para fazer todas as coisas e uma hora marcada no universo para isso.

Se você tem 15 anos, entendemos que é a época de estudar. Se vc tem 18, deveria tirar sua habilitação e ter um emprego temporário.

Com vinte e pouquinho deveria terminar a faculdade. Ou não. Cada um faz o que quer.

Com 30, algumas pessoas têm um emprego foda, uma família e um carro.

Isso é uma especulação, gente. Tem gente que não tem isso e é muito feliz.

Eu queria ter e acho que deveria ter feito algumas coisas antes.

Com 30 estou tentando namorar, tirar a habilitação, e ter um carro.

Pq eu não tirei minha habilitação com 18? Ou 25?

Estou sem dormir direito faz tempo e por conta disso, fico um pouco zangado.

Então, se vc é que nem eu e pode ter um reality favorito um dia, faça essas coisas enquanto vc tem tempo.

Pare de ler um pouco e vá namorar e tirar sua habilitação.

Suas futuras noites de sono agradecem.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Eu quero o meu Visa de volta!

7 fatos que aconteceram simultaneamente na minha vida:

1. Perdi meu cartão de Débito (Nããão!);
2. Não sabia que tinha perdido (Deve estar dentro da minha bolsa/calça de ontem/atrás da TV/debaixo da cama);
3. Quando finalmente aceitei este fato, liguei para o Bradesco para pedir outro e eles quiseram (automaticamente) me dar um cartão com o nome Elo.
Me pergunto o que eu fiz pra esses caras para me tratarem assim?

Os estabelecimentos que eu frequento ainda não aceitam o tal cartão - fato que me coloca em umas sinucas de bico incríveis, tendo que pagar o total da conta sozinho, muitas vezes, mas e daí? O Visa é meu e eu pago a conta de quem eu quiser! #ProntoFalei

4. A moça do Bradesco se recusou de me dar o meu Visa de volta, mandou eu falar com o meu gerente;
5. O gerente mandou eu aceitar o Elo, que ele faria uma mágica e o transformaria em um Visa (Yuhuuuuu!).
6. A moça da central de telefonia disse que não me daria mais era nada! Nem Elo, nem Visa.
7. Como todo bom internauta, fui tentar contato pelo twitter e eles me deram 3 dias para falar comigo para tentar resolver.

Gente, tudo o que eu queria era o meu Visa de volta. É como se o grande amor da sua vida fosse embora e você estivesse gritando, pedindo que ele volte - nem que seja para se despedir com dignidade. Aí você fica ligando e seu ex-amor simplesmente não atende... Isso pode dar depressão!

Espero que um dia esta entidade que atende pelo nome de "Cartão de Débito Visa" volte pra mim e possamos assim, viver um grande amor!


sábado, 7 de novembro de 2015

Cala-te, boca!

Oi Pessoal que eu nem sei que está lendo, mas que já considero pacas!

Resolvi voltar a escrever. Não é que eu tenha perdido o gosta, é porque digitar pelo iPhone é uor*!
Sim, digitei iPhone pra parecer descolado e tal. Mas enfim, sinto falta de escrever. Porque quando não escrevo eu falo só. Aí nem sempre dá pra falar só, porque todo mundo acha isso estranho e tal.

Tenho pensado em como o mundo dá voltas e você acaba pagando pelo que falou. Gente, isso sempre acontece.

Quando eu era apenas funcionário, vivia falando das coisas legais que meus chefes poderiam fazer e agora que tenho uma equipe, penso nas coisas legais que minha equipe poderia fazer.

Que quando namorava uma pessoa mais calma e tranquila,  pensava que ela poderia ser mais agitada e depois pensava no contrário. O ruim é que nossa boca paga.

Tenho um tio que falava do cabelo oleoso de uma prima - e ele era oleoso porque a mãe dela passava óleo de cozinha pra pentear. O interessante é que ele teve uma filha que nasceu fanha e com o cabelo escroto.

Aí, eu sendo um ótimo membro da família, disse: "Bem feito!".

Mas aí, aquela prima fanha e com o cabelo escroto se casa hoje e eu continuo solteiro, pensando em como mudar as pessoas que eu conheço para torná-las perfeitas para mim e vou me separando de cada uma delas na medida em que o tempo passa.

Outro dia julguei uma amiga porque ela terminou com o boy por whatsaap - achei ela uma mocréia de coração gelado, mas vejo como o mundo resolve te ferrar: Eu coleciono vários relacionamentos que terminei por whatsapp, bate-papo do Facebook ou até pelo Tinder.

Então, não fale merda, pois quem planta vento, colhe tempestade.



*Uor - experssão que significa que é um saco**, pelo menos pra mim.
**Um saco - expressão que significa que uma coisa é muito chata, difícil de lidar.


quinta-feira, 23 de julho de 2015

Morar na Praia

Eu quero morar na praia.
Todos os dias o mesmo nascer do sol. Magnífico!
Tomaria café da manhã regado com água de coco e frutas tropicais.

Eu quero morar na praia.
Caminhar pra "fazer a digestão" e depois ler um pouco.
Enquanto o sol estivesse alto, gastaria tempo com obrigações, como limpar o local e ler os clássicos.

Eu quero morar na praia.
E quero comer camarão todos os dias no almoço.
Sempre debaixo de um coqueiro, acompanhado de uma bebida refrescante.

Eu quero morar na praia.
Respeitaria a regra sagrada de dormir após as refeições.
Numa confortável rede eu sonharia com meus planos.

Eu quero morar na praia.
E ao pôr do sol minha vida começaria de fato.
Iria surfar, pescar, namorar e fotografar.
Nada ficaria de fora.
Escreveria poesias extensas sobre o bem  que isso me faz e como é triste dar adeus a esse sentimento salutar.

Eu quero morar na praia.
Dar uma festa a beira mar com direito a fogueira e literatura de cordel.

Eu quero morar na praia.
E viver todos os dias ao lado da mulher que eu amo.

sábado, 27 de junho de 2015

Doses

A dose de cólera que me darão para beber estará batizada.
O bem sempre vence embora não existam mocinhos imaculados.
Quem de fato vence não é o que tem posse do troféu ou medalha, mas o que que lutou com as armas certas.
Por vezes, se render será a sua maior arma de ataque.
Então vivamos intensamente; sem medo do ataque da inveja, intolerância e desrespeito.
Nos beijemos, nos amemos, nos ajudemos, nos toleremos e vivamos todas as conjugações que nos permitam sorrir com a alma!

sábado, 20 de junho de 2015

Metanoia

As convicções do novo amanhecer não serão esquecidas. 
A bagagem da antiga viagem deixei no aeroporto de propósito.
Do mar revolto é que mais lembro. Foram dias inesquecíveis, muita festas lotadas de poucas pessoas e beijos apaixonantes. Só não sabia que os lábios que me beijavam possuíam veneno.
Na nova viagem não tenho companhia. Só trago uma fotografia que fiz antes de voltar da terra dos amantes: nela estou só, acompanhado de poucas pessoas aguardando um bote em um rio que já secara.


quinta-feira, 18 de junho de 2015

Sobre a vida

Uma das frases mais coerentes que já ouvi na vida é "Ninguém avisou que seria fácil" - E definitivamente não é.

A vida, com todas as surpresas que Joseph Climber (ver Joseph Climber no Google) poderia descobrir, é injusta, desleal, sórdida e incrivelmente corrupta.

Se você parar pra pensar, as pessoas meio que se divertem em participar de jogos irreais individuais, dentro de suas próprias mentes, onde "o outro", é um mero participante.

Tá, concordo que isso não é pensar como "ver o copo meio cheio", tipo, se trata de uma visão meio pessimista da vida e blá, blá, blá.

Mas aí é onde está!

Se você não quer ser abusado pela vida e seus participantes, você precisa aderir a filosofia do "A Vida é bela" (Se não sabe o que é, vê no Google também). Precisamos olhar menos para as coisas tristes ou difíceis, porque boa parte das pessoas são cretinas mesmo, independente do que elas acreditem na maior parte do dia, vai ter uma hora que elas serão cruéis com você e se você não estiver preparado, vai ser levado pela sua tsunami de emoções.

Se eu fosse dar um segredo para mim mesmo, seria: "Não leve tudo tão a sério".

Mas como ninguém costuma seguir conselhos, vou ficar na minha mesmo.

domingo, 14 de junho de 2015

Chuvinha

E que a água lave o telhado;
E que a água leve o teu cheiro;
E que a água lave as ruas
E que a água leve tua lembrança;
E que a água lave de novo a roupa do varal;
E que a água leve você.

sábado, 13 de junho de 2015

Tetelestai

Eu lembro de uma vez que mudei de escola para uma que era numa periferia longe da minha casa. Minha bolsa de estudos tinha acabado e meus pais não tinham dinheiro para pagar escola particular. Na nova escola os garotos iam armados e eu tinha medo. Aquele foi um ano muito difícil.

Meus pais se mudaram e eu mudei de escola novamente. Eu decidi que naquela escola nova tudo seria diferente. E foi. Consegui ter um bom relacionamento com os novos amigos.

Odeio mudanças. Algumas são melhores que outras, mas todas geram desconforto.

Você sempre acha que já mudou bastante até a vida te oferecer outra atualização. Hoje a vida me convidou a amadurecer novamente.

Durante o show da minha banda favorita eu entendi que precisava deixar pra traz feridas do meu coração. É estranho falar desse jeito mas tinha coisas que eu não poderia continuar levando pra frente. Pessoas, dores, lembranças... coisas que me causavam dor.

E é por isso que eu estou escrevendo hoje. Para amadurecer +1 pouco. O medo simplesmente não pode ser o nosso conselheiro. Ouvi essa frase da Sarah Sheeva essa semana e achei demais!

Estava com medo de ser ou pensar ou agir de um jeito que as pessoas não entendessem e me julgassem mal por isso.

Não vou dizer que gosto de música gospel porque as pessoas vão me achar religioso demais... Não vou ser sincero com essa pessoa porque ela não vai gostar mais de mim... Não vou contar o que está acontecendo comigo porque as pessoas podem usar mal essa informação.

Acho que o medo faz parte da vida mas tem uma hora que você não pode ser mais refém dele. Isso tem que parar.

Tetelestai fala sobre isso. Significa "está consumado". Adoro essa expressão, pois ela diz que o preço da dívida já está pago. Quero viver assim agora: como alguém que não tem dívidas.

Vou ser mais sincero com quem estiver perto. Vou expressar minha opinião e vou rir sempre que tiver vontade.

Um amigo querido chamado Gustavo Bessa me fez pensar sobre isso tudo hoje. Quero ser alguém melhor.

Super até breve.